Skip to content

Ecce homo

08/03/2008

Emma GoldmanAs conquistas das mulheres neste último século foram reflexo de um processo de luta. Escritoras, ativistas e representantes das mais diversas áreas do trabalho humano, as mulheres superaram, mas não extinguiram o que as fazia subjugadas ao modelo patriarcal, machista e preconceituoso imposto desde um tempo impossível de se precisar.

Um longo caminho ainda se deve percorrer até que, de fato, haja a equivalência entre os homens, não apenas em gênero, mas sob uma perspectiva classista e, por que não, humanitária.

O respeito às individualidades é uma necessidade do ser, independente da maneira como esse responde às construções de gênero. Vejamos, para tanto, as imensas transformações nas configurações das relações interpessoais. Somos muito mais que homens e mulheres. Tanto biológica, quanto culturalmente, pode se perceber a complexidade das relações do homem com o sexo, seja para reprodução ou para o prazer.

Sejam mulheres-homens, homens-mulheres e todas as combinações possíveis, imagináveis, hoje é dia. Dia da mulher de cada um ou das mulheres do mundo todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s